Olhares Curitibanos

A Cidade em Retratos

Por Sérgio Wanke 04/08/2016 - 22:47 hs
Foto: Sérgio Wanke
Olhares Curitibanos
Abraço que espanta o frio.

Olhares Curitibanos

São os momentos ou seriam os olhos? Ou além e tanto mais... Nossa cidade mutante admite tantos admiradores e guarda, escondidos, tantos outros voyeurs. Somos o adolescente sonhando com a menina do reflexo que passa apressada pela XV; somos os poetas confessos vivendo de lembranças e inspirações e trocando nossa arte por alguns dinheiros na feirinha do Largo; vivemos precariamente, escorregando nas margens do lago do Barigui. Ou nada disso, apenas somos olhos bem treinados e cansados do tempo, mesmo daquele tempo que ainda não chegou porque ligou e disse que ia atrasar. Fotógrafos, inventamos um recorte desta cidade e nos pensamos donos da casa.

Erro bobo, esta cidade não é nossa casa, somos nós este lar que ela escolheu habitar.

Biografia

 

Sou fotógrafo e isso é algo recente... já fui professor de Inglês, ator, iluminador, diretor e finalmente, servidor público. Acima de tudo, sou velho. Nasci em 1970, junho de cancerianos. Mas não digo velho no mau sentido, ou no sentido cronológico, ou no bom sentido. Sou velho porque trago a memória de gostar da arte, de tentar e tentar entender, praticar e, forçando a amizade – eu sei, até inspirar. Hoje o mundo é da tecnologia, as fotos falam isso também. A beleza é sempre eterna, porém, ela só existe. É necessário o seu olho, a sua paixão espectadora para torná-la qualidade. Por isso fotografia. Meu presente é um fragmento do que já conhece, é o mais do mesmo. A arte, essa vem toda de você, que olha com respeito para um momento, que cria arte na minha ideia de arte. Sou um novo velho fotógrafo. Sou antes de tudo seu maior aprendiz, caro artista.

Sérgio Wanke

Wanke Photography

Cel.: 41 9998-7635

e-mail: wankephotography@gmail.com